Os Jogos Olímpicos de Pequim começaram há 14 dias, tendo Portugal, até à data, conseguido duas medalhas, uma de prata e uma de ouro. Penso que apesar de todas as críticas aos atletas, que tenho ouvido ou lido nos jornais, os portugueses não estão nada mal.

É verdade que se gastou mais dinheiro com os atletas portugueses para estes jogos do que há qutro anos atrás. É verdade também que por vezes os atletas parecem  não se esforçar e que se contentam apenas com recordes nacionais. É verdade muita coisa, mas por outro lado é imperdoável que certos atletas , como por exemplo Gustavo Lima ( Remo) tenham ido para Pequim sem treinador. É imperdoável que este mesmo atleta tenha recebido mensagens e emails de portugueses a acusá-lo de gastar o dinheiro português e sair de Pequim sem nenhuma medalha. Acho inadmissível esta falta de apoio por parte dos portugueses.

Então e alguém fala alguma coisa sobre o facto do futebol ser tão apoiado em Portugal, do dinheiro que é usado para esta modalidade, quando a selecção nem sequer foi qualificada para os Jogos? Ainda não ouvi ninguem queixar-se sobre este assunto. Mas as outras modalidades que conseguem ter representantes em Pequim , mas que não têm apoio nenhum, que não aparecem nos jornais, não aparecem nas televisões, já são alvo de críticas.

Ainda outro facto interessante: foram construídos estádios para o europeu de futebol 2004, e muitos deles secalhar nem eram precisos e nem são utilizados hoje em dia. No verso da moeda estão os praticantes de atletismo, como por exemplo Nelsón Évora que nem sequer uma pista para treinar tinha em Portugal. Resultado? O atleta pensou em mudar-se para Espanha , onde teria melhores condições.

Considero a prestação dos portugueses em Pequim, até à data, positiva, uma vez que os apoios não me parecem equivalentes aos de outros países. Por outro lado acho também positivo que continuem a investir mais no desporto, dando mais incentivos aos portugueses que querem ir mais longe, nos Jogos de Londres.

Parabéns Nélson Évora, parabéns Vanessa Fernandes e parabéns a todos os outros que se esforçaram.